domingo, 2 de julho de 2017

A canção que pensei fazer para alguém...

Sempre que a ocasião se proporciona coloco algumas músicas que seleciono para que as ouça e aproveite para cantarolar um pouco,mesmo que não tenha lá essas intimidades com ritmos e coisas desse tipo.Mas gosto de ouvir,quase que músicas mais antigas ,onde as letras tem algum significado e dizem coisa com coisa .Esse tal de sertanejo e sertanejo universitário não consigo sequer tentar ouvir,pois é sempre a mesma ladainha,a mesma voz sofrida e notas estendidas e o mesmo tema recorrente .Mas,dentro daquelas que coloco no DVD ,sem ter um número previamente definido,há três que tem sua reprodução garantida e,sempre em dose dupla.É obrigatório que comece o desfile de sucessos com "Todo o mundo me pergunta" do Roberto,música que  igualmente sempre encerra o show.Após vem "Me dê motivos" do Tim e mais tarde "Metamorfose ambulante" do Raul.Esse esquema,lógico que entremeado de outras várias de cantores diversos e dos próprios citados já suscitou indagação de que por qual motivo eu sempre colocava Todo  Mundo como se fosse algo especial.Não achei naquele momento que devesse tentar explicar,mas me suscitou a vaga ideia de que por trás daquilo havia uma tentativa de saber detalhes que para outros não interessam.Hoje coloquei esse repertório com suas variações a tocar e o interfone tocou,eu que quase não o escuto ou uso,para alguém comentar,sei lá quem,que essa mulher que o Roberto canta exerce muita influência em mim.Eu falei que sim e ela desligou e para provocar coloquei de novo.É boa música sim e as canções dele e do Erasmo quebraram muito galho num passado não tão remoto,quando num excesso de entusiamo fazia como minha muitas letras que eles compunham e cantavam. C'est la vie.

segunda-feira, 5 de junho de 2017

O sonho !

No duro mesmo não há razões para surpresas ,para coisas inesperadas,pois tudo sempre está,ou deveria estar,dentro de um contexto pré estabelecido .Mas,como acontece num momento ,digamos,de distração,parece até não significar o que é,mas significa sim.Mais tarde,de cabeça mais fria e com os neurônios devidamente reordenados,a conclusão é aquela que já estava desenhada há muito tempo,séculos talvez,desde que começou todo o processo de envolvimento,de seu nascimento até sua maturação e,como agora,seu ocaso ,seu fenecimento.Esse é o verdadeiro andamento do sonho,não há sonho sem fim,pode até haver sem começo,mas fim sempre terá,todos eles.Assim como não sabemos exatamente como iniciam,também é raro definirmos o exato instante em que começam a se diluir.Porque o sonho é líquido,sim líquido,jamais gasosos ou pastosos e de forma alguma não se imaginam sonhos sólidos,por isso chamam-se sonhos.Não importa tampouco sua consistência,seu tipo ,sua amplitude,latitude ou angulo de enlace,ele é apenas um tempo de devaneio e divagação,uma pré loucura ,caminho sereno e firme da insensatez.O sonho é bom,faz bem e é absolutamente necessário,por isso afirmo que vale a pena sonhar.Só não devemos deixá-lo ser único e indissolúvel,devemos estar cientes que irá acabar e quando chegar essa hora devemos apagar a luz e esquecê-lo.E partir para outro,E,assim,para todo o sempre.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

OSCAR 2017...final !

Falei aqui que mesmo com todo o favoritismo La la Land não é filme para ganhar Oscar e que levaria a estatueta de prêmios menores em visibilidade.Falei também que Emma Stone podia ganhar ,e ganhou.Também comentei que Moonlight tinha chance elevada e não deu outra.Errei o ator,apesar que não vi Manchester e sequer poderia opinar.Entretanto,devo reconhecer que estou começando a ver cinema de uma forma mais crítica,mais técnica,sem abdicar da qualidade e das emoções que o filme transmite.Há cenas e situações que dependem da atenção e de ocasionalmente ter assistido outros filmes de situações análogas.Aliados,que era forte candidato,para mim não,apresenta um tema que já foi entrevisto no Aposentados 2,mais perigosos,que trata do amor entre espiões que deveriam ser inimigos,só que com desfecho diverso pela própria temática do filme.Me surpreendeu ter acontecido a Academia  cedido tão intensamente a pressão exercida pelos grupos étnicos de origem africana em relação a premiação do ano passado e ,neste ano,ter destinado uma enorme quantidade de prêmios à atores e atrizes negros,quando na verdade existiam nesta oportunidade coisas superiores.Todos sabemos que eles trabalham de uma forma que tentam equilibrar a balança cultural ,artística e politica do momento,mas me pareceu um pouco exagerado.Diga-se que dos grandes atores negros,tipo Morgan Freeman ou Denzel ou Samuel e outros não houve citações e sim para os de menor quilate,ao menos por enquanto.Restou no final das contas uma pequena indagação:a confusão armada quando do anúncio foi ocasional ou premeditada,como uma espécie de represália de alerta para o futuro.Porque,mesmo sendo um bom filme ,Moonlight trata de tema que já foi debatido dezenas de vezes e tem na amostra de concorrentes filmes melhores e com tema de maior alcance repercutivo ,que em ultima análise é o cinema procura fazer,aliado a emoção e a sensibilidade.Em 2018,certamente estaremos outra vez dando pitacos. Inté.

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Sinal verde ?

Fora do meu circulo de afetos pulsantes e próximos,algumas mulheres tem o meu respeito e a minha admiração,independente de beleza ou não.Atitudes,posturas e coerência de vida é que conta ponto.Na verdade é um número relativamente pequeno,se condicionarmos ao imenso universo feminino que pulula e procura holofotes em todos os cantos possíveis.Mas,Angela Merkel,Carla Bruni,Gisele Bundchen,Meryl Streep  e algumas outras se sobressaem,bem entendido que todas ela lideradas pela musa maior que é Angelina,a quem costumo referir como La Jolie.Por isso ,na véspera do Oscar,que gosto de assistir e sempre dou opiniões e me saio relativamente bem,dou meus pitacos e em post anterior já nominei os vencedores ,na minha visão.Todas elas tem coisas que as caracterizam e que servem como ponto de referência e quando citamos qualquer uma delas uma ou até um conjunto de fatos nos auxiliam e avalizam nosso entendimento.E,como são pessoas pelas quais nos interessamos e mesmo que sem exageros ou paixões desenfreadas,acompanhamos as noticias que se referem a eles,até porque de uma certa forma fazem parte do conjunto de nossa vida,nossas referências.Por isso,é que comento um fato que chamou minha atenção e que entendi como um sinal verde,uma abertura para que algumas coisas sejam revistas e reconsideradas.Por isso,quando vi no noticiário que La Jolie afirmou que está sendo muito dificil o divórcio de Brad Pitt e que sempre serão uma família,eu entendi que ela está abrindo a porta para uma reconciliação,um reatamento da união.Talvez esteja divagando e torço por isso,mas costumo antever reações de pessoas pelas quais tenho algum tipo de apreço,seja ele qual for .Minha prima pode ,se for indagada,referendar o que volta e meia vaticino.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Auto candidatas !

Volta e meia faço alguma alusão ou algum comentário mais aprofundado sobre a minha prima ,ou melhor,sobre o relacionamento e o envolvimento que transcende a nossa consanguinidade,que é coisa que só diz respeito aos envolvidos diretamente.Não raro também surge alguma outra "prima",ou se fazendo de tal,como se tais referências fossem em relação a ela.Esta que surgiu agora aparece pela primeira vez e apresenta razões ,que na sua visão,levam a crer que é ela a musa falada e vastamente referida.Até que ela não é de jogar fora,mas certamente não possui o conjunto de predicados que a titular absoluta tem,e isso não quer dizer apenas em razão do aporte físico,mas do conteúdo todo da "obra".Diga-se de passagem que  seria necessário uma convivência bem maior e uma intimidade que remete a condições que não são para qualquer candidata,seja ela parente ou não. Em uma ou outra ocasião já ocorreu fato semelhante que sequer foi levado a sério,o que acredito seja coisa parecida essa de agora. Isso me faz lembrar uma ocasião que um articulista escreveu alguns artigos na extinta Folha da Tarde falando de uma pessoa que era especial para ele e pela qual nutria bem mais que uma simples simpatia.De acordo com seu relato posterior sua caixa de correspondência encheu de gatas se dizendo a tal mulher,coisa que ele descartou e levou na brincadeira.Tal tipo de atitude parece ser ,além talvez de um desejo extrapolado,a necessidade de ser importante dessa forma,sem considerar que para chegar ao topo da escada é necessário que se galgue os degraus que se interpõem.Não tenho relacionamento amiúde com essa pessoa,mas de repete pode acontecer e não descarto que com o andar da carroça as abóboras se acomodem.Tudo é possível,até o dito impossível.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Sobre o OSCAR 2017 !

A cada ano  repete-se a mesma dinâmica,sempre na época do "Oscar",já que refere-se aos filmes que concorrem ao prêmio maior e seus complementos.Costumo,e gosto,de ver todos aqueles que participam da escolha,até porque ,de um modo geral,estão neles embutidos quase sempre os que esperam vencer como melhores ator ator,atriz e coadjuvantes paralelos.Meu percentual de acerto até que é razoável para quem é apenas um apreciador de filmes,principalmente no cinema,na tela maior.Este ano existe um grande favorito ,com um número recorde de indicações,mas para mim se levar o de melhor atriz,já está de bom tamanho e não vejo condições de prêmios além disso.Acredito,já que o momento político lá nos EEUU é de uma certa revolta com o novo mandatário (para mim o típico empresário americano arrogante e prepotente e bobalhão,além de ignorantão,igual seus eleitores),que a escolha recairá mais uma vez obedecendo essa tendência,como já foi em passado recente,quando da vitória do filme que tratava  dos padres pedófilos e suas consequentes barbaridades e na relação filme,havia um que outro melhores.Por isso,entendo que a disputa será entre Até o último homem e Moonlight .Melhor ator acho que Vigo Mortesen ,de um filme que não concorre à estatueta,Capitão Fantástico.Atriz novamente Meryl Streep pode ganhar,pela sua atuação e por sua posição sobre os atos de Trump.O grande favorito La la Land,cantando estações me pareceu um filme convencional,sem enredo original e nada de novo nos tradicionais musicais,vai levar alguns prêmios de menor visibilidade..É bom lembrar que a Academia sempre se posiciona tentando equilibrar a balança entre as obras que se destacam como arte e os questionamentos políticos do momento .Fica a dica,vá assistir,há boas obras ,mesmo que não estejam concorrendo.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

A caminho do Nobel !

Havia,e há,tantos assuntos que podem ser abordados,que de fato fica difícil escolher um por mais importante que outro para ser analisado,ou elogiado ou criticado.E,como cada um oferece mais nuances que outro achei por bem dar um certo tempo nas observações e interpretações que me proponho,sem que isso signifique uma ausência consentida,apenas um tempo,um descanso.Até porque,tem tanta gente escrevendo sobre tudo e todos que se torna bastante inverosímel uma observação mais aprofundada ,devido a divergência de informes que estabelecem a dúvida que termina por sobressair,que você não sabe mais quem está dizendo a verdade ou está mentindo e,muitas vezes utilizando os dois meandros de acordo com os interesses.E,como dou preferência absoluta aos assuntos relacionados com as reações da pessoalização individual,minha ou de outros ou até de coisas entrelaçadas,mas que sempre detalham algo acontecido ou a vontade de que aconteça,deixei aqueles de lado e cada vez mais vou me concentrar em contar coisas pessoais,assuntos quase sempre relacionados a passionalidade que existe em cada um  e suas consequências e entornos e,para deixar bem claro,o vai vem dos relacionamentos,as idas e vindas e muitas vezes a consequência de tudo isso.
Já comentei aqui ,quando fiz um relato do alcance do blog e suas repercussões,se é que as há,que me surpreendia sempre que buscava informações sobre as origens de leitura dos assuntos aqui explanados,lógico que sem condições de ter acesso a qualquer espécie de vislumbre da personalidade de quem lia e de que canto isso,a leitura,se originava.Pois hoje,recebi com surpresa,um aviso do Google,comunicando que eu devia emitir autorizações quantas fossem necessárias para os leitores transcontinentais,mormente da Europa Meridional (sei lá qual é ela),tendo em vista que com o novo sistema de segurança através da criptografia,se fazia necessário,já que a maior quantidade de acessos ao blog vem daquela zona e da América do Trump .  Como eu fiquei meio perdido na poeira ,o próprio Google se encarregou de fazê-lo,só que eu não tenho a menor ideia do que estão lendo por lá e qual a compreensão obtida,já que as traduções devido a regionalização e seus significados ,as vezes diversos ,costumam ser bastante disparatadas.
Para encerrar é gostoso dizer que recebi um e mail da minha prima dizendo que está com saudade e quer me ver.Eu sempre afirmei que não acredito em nenhum tipo dessa tal de saudade,mas também estou com vontade de vê-la.